CICLO DE LEITURAS

CISCO DA ARTE 

NO OLHO DA RUA

TENSÕES ENTRE ESPAÇO PÚBLICO E APROPRIAÇÃO POÉTICA

“o aprender pela leitura não é a transmissão do que existe para saber, do que existe para pensar, do que existe para responder, do que existe para dizer ou do que existe para fazer, mas sim a co-(i)mplicação cúmplice no aprender daqueles que se encontram no comum. E o comum não é outra coisa que aquilo que se dá a pensar para que seja pensado de muitas maneiras, aquilo que se dá a perguntar para que seja perguntado de muitas maneiras e aquilo que se dá a dizer para que seja dito de muitas maneiras. A leitura nos traz o comum do aprender enquanto que esse comum não é senão o silêncio ou o espaço em branco de onde se mostram as diferenças.” Jorge Larossa

 

“Cisco da Arte no Olho da Rua: tensões entre espaço público e apropriação poética” é um evento de pesquisa ligado à Faculdade de Artes do Paraná (UNESPAR Curitiba II) no qual durante 8 semanas serão realizados encontros de leitura de textos selecionados no intuito de contemplar conceitos basilares do pensamento sobre a relação arte-cidade, especialmente no que se refere à intervenção urbana em arte. O ciclo, originalmente programado para o primeiro semestre de 2020, está atualmente sem data definida, aguardando os desdobramentos do surto de Covid-19.

 

Esta página foi criada com o compromisso de compartilhar os textos que serão discutidos neste ciclo de leituras. São artigos e trechos de livros de áreas diversas como artes, geografia, arquitetura, filosofia e sociologia que, no entanto, olham para um universo comum: das conexões possíveis, na prática e/ou no pensamento, entre a arte e o espaço urbano contemporâneo.

 

Como guia nesse visitar de diversos autores e perspectivas trazemos, além da disposição para o diálogo e a revisão permanente de quaisquer de nossas certezas, a companhia de Jorge Larossa no ensaio “Sobre a Lição ou do ensinar e do aprender na amizade e na liberdade”, de Pedagogia Profana: danças, piruetas e mascaradas, disponível aqui. Não teremos um dia dedicado a discussão deste texto, mas pretendemos que ele caminhe conosco na definição das estratégias de trabalho e nas perspectivas de diálogo.

 

Além deste texto-suporte de nossa metodologia, nos aprofundaremos a cada semana em um dos textos listados abaixo. A ideia é que seja um convite ao debate, a um fazer-dizer das conexões possíveis que constroem uma poética da arte urbana em nossos tempos.

 

Mais informações a respeito de datas, local, assim como a inscrição no ciclo de leituras podem ser acessadas aqui.

 

Inscreva-se!

Participe!

Será uma honra ter vocês conosco.

1º ENCONTRO - Leitura e debate do texto Terrorismo Poético, de “Caos: terrorismo poético e outros crimes exemplares", de Hakim Bey (2003).

2º ENCONTRO - Leitura e debate dos textos Tempo no Espaço Experiencial e Experiências Íntimas com Lugar, de “Espaço e lugar: a perspectiva da experiência”, de Yi-Fu Tuan (1983)

3º ENCONTRO - Leitura e debate  do trecho Espaços-tempos da Troca de “Estética Relacional”, de Nicolas Bourriaud (2009).

4º ENCONTRO - Leitura e debate do texto “Reflexões sobre a Emergência: aspectos e essência de lugar”, de Edward Relph (2012).

5º ENCONTRO - Leitura e debate do texto Práticas de Espaço, de "A invenção do cotidiano: artes de fazer", de Michel de Certeau (1997).

6º ENCONTRO - Leitura e debate de trechos da tese de doutoramento “A transformação da noção de espaço público: A tendência a heterotopia no Largo da Batata”, de Rodrigo R. H. F. Valverde.

Fotografia: Ingrid Mota

7º ENCONTRO - Leitura e debate do texto Eleonora e o corpo performativo: poéticas do ato, materialidades do encontro, de Pablo Assumpção, no livro “Ações" de Eleonora Fabião (2015).

8º ENCONTRO - Leitura e debate do texto Das intervenções temporárias aos espaços coletivos, de “Intervenções temporárias, marcas permanentes: apropriações, arte e festa na cidade contemporânea” de Adriana Sansão Fontes (2013).

Please reload