Histórias Reescritas

Passantes são convidados a sentarem em frente ao assumidamente falso cigano e autorizá-lo a ‘reescrever suas
histórias ao custo de 10 palavras'. Para isso ditam ou escrevem, em cartas de baralho em branco, seus nomes, idades e 8 palavras ou pequenas frases de aspectos da sua vida atual das quais não abririam mão na nova vida. Essas 10 novas cartas serão
inseridas em um baralho de frases e palavras que vem sendo criado ao longo da realização dessa intervenção a partir
da troca com outros partícipes, reforçando o caráter processual da proposta. Por fim, ao combinar as 10 novas cartas
com algumas daquelas já existentes, o falso cigano oferece à pessoa uma ‘nova vida' imaginária. Esta ação busca criar
uma relação de fruição poética da biografia e intimidades dos partícipes pela inserção de elementos ficcionais e
mágicos.

 

Participações em festivais: Curto-Circuito de Performance [Chapecó-SC | 2016]; XOKE Mostra de Performance [Florianópolis-SC | 2015]; Festival Nenhum dos Mundos de Performance Urbana [Contagem-MG | 2014]; Palco Giratório [Curitiba-PR | 2014]; Mostra de Rua do SESC da Esquina [Curitiba-PR | 2014]; 1ª Mostra quandonde [Curitiba | 2013]. 

 

Fotografia do Menu Principal: Abraham Muñoz

Histórias Reescritas

Festival Nenhum dos Mundos de Performance Urbana - Contagem (MG) Fotografia: Dayane Gomes